Planetóide X

Vamos Censurar Deus?

terça-feira, março 16, 2010 José Guilherme Wasner Machado 3 Comentários Categoria:

O estudante Carlos Eduardo Sudfeld Nunes, o assassino covarde (e maluco de plantão) do genial cartunista Glauco, confessou que realizou o ato cumprindo um "chamado de Deus".

Pois é. Quando descobrem que o sujeito era fã de Counter Strike ou World of Warcraft, logo começa um coro histérico e generalizado, com o devido apoio da imprensa sensacionalista, querendo proibir ou censurar os jogos eletrônicos. Mesmo não havendo nenhuma relação provada de causa x efeito entre uma coisa e outra. Já nos inúmeros casos em que o indivíduo confessa estar agindo por "influência divina", ninguém fala em proibir ou censurar os cultos religiosos. É meio hipócrita isso, não? No mínimo.

Fato é: psicopata é psicopata. Não importa se o que dispara o seu rompante violento é um livro, uma música, um seriado de TV, um filme, um game, ou - até diria que na maioria dos casos - influências imaginárias de cunho esotérico, sobrenatural ou divino. Mais cedo ou mais tarde algo irá provocá-lo, independente da mídia utilizada, e a menos que nos transformemos em uma sociedade culturalmente estéril, como aquela representada em 1984, nada podemos fazer. A não ser, talvez, identificar esses casos com antecedência e dar a eles o tratamento médico adequado.

Pena que isso não seja algo óbvio e ululante para os oportunistas de plantão e detratores dos jogos eletrônicos em geral.

OUTROS POSTS

3 comentários

  1. Perfeito. Adorei o texto.

    ResponderExcluir
  2. Isto sem mencionar que quando levantam a hipótese de jogo x assassinato, "todos" acreditam, mas quando é deus x assassinato, dizem que o meliante está louco.

    ResponderExcluir
  3. Bom texto... É mais fácil enfrentar a indústria de Games do que enfrentar o Cristianismo.
    "Um homem que está livre da religião tem uma oportunidade melhor de viver uma vida mais normal e completa." Sigmund Freud

    ResponderExcluir

Por favor, fique à vontade para comentar, criticar ou sugerir. Mas não será permitido trolling, bullying, spam, preconceito e ataques meramente pessoais ou destrutivos.